28.7.06

Extra, Extra: Lulu Santos Encerra a Carreira!

Sim, é exatamente isso que você leu. O velho fabricante de hits resolveu encerrar sua carreira artística. Pois sua fábrica já estava quebrada a anos!

Lulu Santos começou com a banda Vímana em 1979. Depois do final da banda assumiu sua carreira-solo, lançando seu primeiro disco, Tempos Modernos, em 1982. E já no seu primeiros disco solo conheceu o estrelato.

Desde então, Lulu foi chamado de fabricante de hits. Devido a quantidade de músicas de sucesso que compunha. Mas o tempo foi cruel com Luis Pragana dos Santos. Diferente de Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Jorge Benjor, todos veteranos e atualmente fracassados (que só conseguem aparecer com antigos sucessos), Lulu queria que suas novas e péssimas músicas fossem hits. Mas velhice e sucesso na mpb não são sinônimos. E a cada disco que Lulu lançava o entristecia mais, pois nos shows o publico chegava até mesmo a vaiar as suas músicas atuais. “Uhhhh, toca Um Certo Alguém seu velho idiota, ou então saí do palco que eu quero vê o Cpm22, porra!”. O artista se debatia com a gravadora e seus marketeiros, dizia que eles eram os culpados pela sua derrocada, que não trabalhavam suas músicas com afinco, não as inseriam em novelas e rádios com jabás fortes como na década de 80.

Mas um dos principais motivos que levaram Lulu Santos a tomar essa sensata decisão foi um convite vindo de um outro Santos, o Silvio. Quando Silvio Santos o chamou para participar do programa Rei Majestade, que conta com a presença de artistas decadentes, o já deprimido Lulu não se conteve. Era o fim. Chorou, se esperniou, perguntou por que estava sendo convidado. E o Homem do Baú foi sincero (como um velho hit seu): “Hi, hi, mas é que Lulu, veja bem, você é um fracassado, não faz um hit desde Assim Caminha a Humanidade, oi!”. Lulu aos prantos lhe disse: “Então, vou encerrar minha carreira!”. Silvio retrucou: “Oi, oi, calma Lulu, você tem certeza disso, posso perguntar?”. Lulu encerrou a conversa e sua história na mpb declamando: “Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia!”.

Mensagem sentimental do Pipa do Vovô a Lulu Santos (para encerrar a matéria emocionando o leitor):

Fica para nós a coragem e perseverança de um homem (que se achava jovem mesmo estando grisalho) que teve lampejos criativos e, hoje, diante da velhice não conseguia ser mais o mesmo de muitos anos atrás. Lulu teve a dignidade de parar e não atravancar mais o caminho dos novos que aparecem por aí, nem aporrinhar nossos humildes ouvidos com música de má qualidade. Um grande exemplo para Chico Buarque, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Jorge Benjor. Vá Lulu, com Deus!

4 comentários:

Leandro Molina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Leandro Molina disse...

O cara até que fazia um sonzinho legal (nhênhênhê musical). Mas muito arrogante. Será que ele se aposentou pelo INSS??? Fica a dúvida.
Abração

Ricardo disse...

Coitado do rapaz, não merecia um fim tão triste.
Abraço...

Vinicius Brito disse...

Lucas Barroso é meu ídolo!
Crítico, criativo, cativante, provocador, vanguardista!
Mas esta resistência aos velhos incomoda e não condiz com sua sensibilidade..
Acesse o trOcandO as bOlas
http://trocandoasbolas.blogspot.com